Superfoods – saúde e nutrição
17 de agosto de 2017
Mainá Garcia Valente (1 artigo)
Compartilhar

Superfoods – saúde e nutrição

Os superfoods, ou superalimentos, não receberam esse título por acaso; eles são de fato “especiais” e extremamente ricos nutricionalmente. Por isso grande parte da população procura cada vez mais integrá-los nas suas dietas. Esses alimentos contribuem para uma vida mais longa, saudável e com mais energia, auxiliando na melhora de performance de atletas, prevenindo e tratando doenças. Podem ser grandes fontes naturais de proteínas, aminoácidos, minerais, enzimas, ácidos graxos e muitos outros nutrientes. Alguns superfoods são também antioxidantes e anti-inflamatórios.

1. Sementes de Goji
Estas sementes, conhecidas como “fonte de juventude”, são verdadeiros “feijões mágicos” de vitamina C, podendo ter até 500 vezes mais vitamina C que as laranjas. São um excelente antioxidante e grande fonte de vitaminas A, B1, B2, B6 e E, sendo também ricas em proteínas, aminoácidos e minerais.

2. Spirulina
Normalmente vendida em pó ou em pequenas cápsulas, é uma excelente fonte de proteína. Várias pesquisas demonstram que pode ser também benéfica no tratamento de alguns vírus e bactérias, auxiliando na imunidade. Ajuda, ainda, a prevenir diabetes e a baixar o colesterol.

3. Quinoa
É uma alternativa ao arroz, sendo uma maravilhosa fonte de energia. É muito rica em proteínas, carboidratos, fósforo, cálcio e aminoácidos essenciais.

4. Mirtilos ou Blueberry
Algumas pesquisas mostram que o mirtilo é bastante eficaz no combate aos radicais livres, sendo muito conhecido pelas suas propriedades antioxidantes e por ser muito rico em fitonutrientes, que são benéficos na prevenção de doenças do coração e do câncer e ajudam a combater o envelhecimento.

6. Água de coco
Além de praticamente não ter açúcar, a água de coco é rica em minerais que ajudam na reposição de eletrólitos. Uma excelente alternativa como bebida energética para atletas de endurance em vez daquelas bebidas energéticas coloridas.

7. Chá verde
É um forte antioxidante e diurético natural. Sendo também termogênico, ajuda a acelerar o metabolismo e a queimar gordura. Opte pelo chá verde natural, preparado sob a forma de infusão. Evite as versões sachê, prontas ou em pó.

8. Abacate
O abacate possui um grande valor nutricional, apresentando elevadas quantidades de vitaminas antioxidantes como A, C e E. É uma valiosa fonte de potássio, fósforo e gorduras saudáveis. Contém luteína, um potente antioxidante.

9. Cacau
O cacau, além de ter quase todos os minerais de que o corpo necessita, contém também antioxidantes que ajudam a retardar o envelhecimento. O triptófano estimula os níveis de serotonina e endorfinas e nos dá uma sensação agradável. Veja a percentagem de cacau na embalagem: quanto maior for, mais benefícios terá (acima de 70% já é bom).

10. Gengibre
É um bom termogênico. Ajuda na perda de peso e é também um potente antioxidante e anti-inflamatório. O gengibre é rico em gingerol, entre outros componentes medicinais que protegem o organismo de bactérias e fungos.

11. Maca peruana
Tem uma gama de nutrientes importantes, como aminoácidos, carboidratos, fibras, cálcio, ferro, magnésio, ômegas 3 e 9, fósforo, potássio, zinco, selênio e vitaminas B1, B2, C e E. Promove o aumento de energia e vigor físico. Por ser uma raiz rica em muitos minerais e vitaminas do complexo B, melhora o metabolismo energético, propiciando ganho de massa muscular. Apresenta o aminoácido arginina, que atua no aumento da imunidade.

12. Azeite de oliva
Outro potente antioxidante, também com propriedades anti-inflamatórias. Prefira o azeite extravirgem, pois os índices de acidez são menores e é rico em vitaminas que ajudam a prevenir o câncer, a proteger o cérebro e o coração.

13. Sementes de chia
Assim como a linhaça, as sementes de chia são muito benéficas para melhorar sua saúde. São verdadeiras campeãs em minerais, como cálcio e fósforo, sendo também ricas em ômega 3, fibras e proteínas. Devido à sua casca dura, pode ser mais difícil para o nosso organismo digeri-la, por isso opte por triturar um pouco as sementes na hora de usar.

Estes superalimentos são fornecidos pela própria natureza; e para encontrá-los não precisa ir muito longe. Na grande maioria os superfoods estão disponíveis nos supermercados ou em lojas de produtos naturais.

Compartilhe!
Mainá Garcia Valente

Mainá Garcia Valente

Nutricionista clínica esportiva, especialista em nutrição clínica pela GANEP e pós-graduanda em Fitoterapia Funcional pela VP Unicsul. CRN9 2429