Chega de preconceito! – Skateboard não é crime
24 de abril de 2018
Triângulo Esporte (25 artigos)
Compartilhar

Chega de preconceito! – Skateboard não é crime

Impossível falar de skate sem falar de preconceito, mas o esporte vem mostrando seu valor perante as pessoas e a sociedade.

Isto é assunto para muito texto ainda. Pelo fato de ser praticado nas ruas e utilizar a arquitetura da cidade a seu favor, o skate, ou melhor, os skatistas, sofrem bastante com repressões diárias nas apresentações pelas cidades. Guardas municipais, civis (que acham que estamos quebrando tudo) e até mesmo a polícia militar são obstáculos frequentes nas sessões de skateboard. Mas isso não é culpa deles, isso tudo acontece pela falta de conhecimento gerada pelas mídias especializadas em esportes ou até mesmo pela pouca divulgação que o skateboard recebe. O que muitos não sabem é que o skateboard é um esporte superlucrativo com campeonatos mundiais, premiações milionárias e skatistas ganhando salários dignos de jogadores de futebol. Costumamos falar que o skate não é um esporte e sim um estilo de vida, com músicas próprias, roupas ditando tendência mundo afora, filmes com orçamentos altíssimos e campanhas publicitárias em grandes multinacionais. O preconceito sempre existe. Houve até um caso em São Paulo onde Jânio Quadros, prefeito na época, proibiu a prática total do esporte na cidade. O caso gerou uma onda de revolta pelos seus praticantes na época, mostrando a força do esporte conseguindo sua liberação na cidade. Nós, skatistas e praticantes, profissionais ou apenas amantes do esporte, acreditamos que com a inclusão do esporte nas Olimpíadas esse preconceito vai diminuir bastante. Mas ainda assim sempre terá alguém que vai tentar impedir que um skatista consiga expressar sua arte pela cidade. Como um dos maiores ícones do esporte e na música dos anos 90, Chorão citou em uma de suas músicas: “não vou nem me preocupar, a velha chata vai tá lá […]”, incitando a repressão diária de skatista pela cidade. Mas ainda assim temos o sonho de que os órgãos públicos construam locais adequados para a prática do esporte, onde skatistas e cidadãos viverão em perfeita harmonia. Afinal, “skateboard is not a crime!” (skateboard não é crime!).

Compartilhe!
Triângulo Esporte

Triângulo Esporte